Parece até um veneno isto que sinto, parece que as vezes vai me sufocar, estes demônios que chegam e não sae nestas noites de lua. Mas ainda assim, quem sabe, talvez um porvir, uma esperança deste homem/homunculo/criança e um alvorecer, merda isso esta parecendo musica. Ainda nestas funestras não pude dormir, e o veneno apenas trazia a mente este rato dormente que corria no forro.

Estas mais viva que nunca e mesmo assim com toda esta carne a disposição tendo em pedaços lhe vejo distante. Cada vez mais distante de mim. Ora estamos próximos, mas um tijolo ou mais nos separa. Ainda ontem te vi, ainda hoje te vejo, ainda amanhã mais e outros tantos mais, mas esta distante de minha alma, por que esta distante assim? Talvez esteja sendo melodramático, talvez esteja apenas nos dias de lua cheia, mas apenas queria que soubesse sobre esta distancia que agora esta. Cada dia que passa vai crescendo aumentando e por fim o que fica,,, um monte de tabaco.


Posted in Sem categorias

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s