O super homem

O super homem, é livre de total juízo criado por meio de uma moral escravizante,,,assenta-se encima das tabuas do bem e do mal;;;são idéias criadas pela extensão do macaco,,,a maioria deve aprender a obedecer para assim fortalecer a sociedade,,ser educado,,e mentir se for preciso assegurando o” bem estar”(a seus olhos) da  comunidade ,o super homem,,,pode ser qualquer um que digladia e não bajula a si,,sem auto piedade,,,passa a compreender todo o emaranhado de seus gestos,,,passa a questionar o próprio propósito a que fora educado,,,se tivéssemos homens assim perderíamos até ser dum sistema anárquico,,,pois assim funcionaria,,,logo sem cultos ao ego e essa maquina de poder o super homem buscaria a verdade na vida,,,indo em oposição ao que o atual diz,,importa quem tem mais,,,estamos muito longe destes homens,,,o super homem que brota ainda no meio deste rebanho tende a isolar-se ,,,,ou enlouquecer devido a pressão ,,,,e se não vem um rebento verdadeiro,,,para ser um super homem,,primeiramente a que ser um assassino,,em si,,,um demolidor,,,e principalmente terVontade,,,e coragem,,

Nas terças não tem mais galinha

 


Alguma coisa acontece em meu coração , todas as terças-feiras, e não é a avenida ipiranga com a São João.

Entre 8:30 e 9:00 da manhã das terças normalmente o rubor toma conta de minha face, minha pulsação aumenta e um inimigo chamado tensão toma conta.

Poderia ser a pressão alta, mas já conferi e nada constatei. Levantei hipótese de uma noite mal dormida. No entanto, tal hipótese mostrou-se negativa, percebi que o episódio não aconteceria apenas nas terças, mas na quarta, quinta e também no domingo. Meu visinho adora repartir, à força, seus gostos musicais, principalmente no sábado.

Mas então, o que me deixa assim transtornado. O local não causaria tal efeito. Remontei todo meu roteiro neste horário, então deduzi que era algo invisível não palpável o que me modificava.

Uma energia migratória atingia meu peito. Isso ocorre muito, é o dito vampirismo. No meu caso, não se trata de sugar energia, mas injetar tal conhecimento energético é a situação inversa.

Muitos afirmam que o pensar dói. Mas tal ironia nos chega como desculpa ao novo. Escrever nem se comenta.

Concluí que fora educado, um tanto mimado, frente as adversidades cotidianas. Então o além, o novo das terças-feiras abala meu castelo pseudointelectual. Ao reconstruir tal castelo fantasioso, segui orientação de mestre,  readaptando situações.

Tirando a parte do rubor, da euforia, as terças vinham a impulsionar meu inimigo interior. Seria como Leonardo Boff coloca em seu livro, a águia e a galinha. Ao tentar voar, romper a linha do firmamento muita dificuldade era encontrada. Talvez as terças-feiras estivessem sendo mal compreendidas. O desafio faz o homem produzir. Vida longa as terças-feiras, cheio de rubor e tensão.

Sinápses

Todas as nossas sensações, sentimentos, pensamentos,  respostas motoras e emocionais, a aprendizagem e a memória, a ação das drogas psico-ativas, as causas das doenças mentais, e qualquer outra função ou disfunção do cérebro humano não poderiam ser compreendidas sem o conhecimento do fascinante processo de comunicação entre as células nervosas (neurônios). Os neurônios precisam continuamente coletar informações sobre o estado interno do organismo e de seu ambiente externo, avaliar essas informações e coordenar atividades apropriadas à situação e às necessidades atuais da pessoa.

Como os neurônios processam essas informações?

Isso ocorre essencialmente graças aos impulsos nervosos.  Um impulso nervoso é a transmissão de um sinal codificado de um estímulo dado ao longo da membrana do neurônio, a partir de seu ponto de aplicação. Os impulsos nervosos podem passar de uma célula a outra, criando assim uma cadeia de informação dentro de uma rede de neurônios.

Dois tipos de fenômenos esão envolvidos no processamento do impulso nervoso: os elétricos e os químicos. Os eventos elétricos propagam o sinal dentro de um neurônio, e os eventos químicos transmitem o sinal de neurônio a outro ou para uma célula muscular. O processo químico de interação entre os neurônios e entre os neurônios e células efetoras acontecem na terminação do neurônio, em uma estrutura chamada sinapse. Aproximando-se do dendrito de outra célula (mas sem continuidade material entre ambas as células), o axônio  libera substâncias químicas chamadas neurotransmissores, que ligam-se aos receptores químicos do neurônio seguinte e promove mudanças excitatórias ou inibitórias em sua membrana.

Portanto, os neurotransmissores possibilitam que os impulsos nervosos de uma célula influencie os impulsos nervosos de outro, permitindo assim que as células do cérebro “conversem entre si”, por assim dizer. O corpo humano desenvolveu um grande número desses mensageiros químicos para facilitar a comunicação interna e a transmissão de sinais dentro do cérebro. Quando tudo funciona adequadamente, as comunicações internas acontecem sem que sequer tomemos consciência delas.

Uma compreensão da transmissão sináptica é a chave para a o entendimento das operações básicas do sistema nervoso a nível celular. O sistema nervoso controla e coordena as funções corporais e permite que o corpo responda, e aja sobre o meio ambiente. A transmissão sináptica é o processo chave na ação interativa do sistema nervoso

Nós já vimos o processo elétrico do impulso nervoso no artigo anterior. Nesse número, vamos examinar mais em detalhes como a sinapse e os neurotransmissores funcionam.

Sinapse: O ponto de encontro entre neurônios

Dado que os neurônios formam uma rede de atividades elétricas, eles de algum modo têm que estar interconectados. Quando um sinal nervoso, ou impulso, alcança o fim de seu axônio, ele viajou como um potencial de ação ou pulso de eletricidade. Entretanto, não há continuidade celular entre um neurônio e o seguinte;  existe um espaço chamado sinapse. As membranas das células emissoras e receptoras estão separadas entre si pelo espaço sináptico, preenchido por um fluido. O sinal não pode ultrapassar eletricamente esse espaço. Assim, substâncias químicas especias, chamadas neurotransmissores, desempenham esse papel. Elas são liberadas pela membrana emissora pré-sináptica e se dinfundem através do espaço para os receptores da membrana do neurônio receptor pós-sináptico. A ligação dos neurotransmissores para esses receptores tem como efeito permitir que íons (partículas carregadas) fluam para dentro e para fora da célula receptora, conforme visto no artigo sobre condução nervosa.

A direção normal do fluxo de informação é do axônio terminal para o neurônio alvo, assim o axônio terminal é chamado de pré-sináptico (conduz a informação para a sinapse) e o neurônio alvo é chamado de pós-sináptico (conduz a informação a partir da sinapse).

Tipos de sinapses

A sinapse típica, e a mais frequente, é aquela na qual o axônio de um neurônio se conecta ao segundo neurônio através do establecimento de contatos normalmente de um de seus dendritos ou com o corpo celular. Existem duas maneiras pelas quais isso pode acontecer: as sinapses elétricas e as sinapses químicas.

Fonte http://www.cerebromente.org.br/n12/fundamentos/neurotransmissores/neurotransmitters2_p.html

Delírio na madrugada – 126

olhar para dentro de seus olhos

como desdo inicio

é como desvendar um paraíso oculto

atras de uma muralha de flores

olhar seu corpo

estimula minha imaginação

derretome em desejo e calor

então percebo seus lábios

vermelhos,carnudos, macios

não há palavras que ganhe espaço

e como era de se esperar

termino em seus braços

e otempo  , já nem sei mais o quanto foi

simplesmente espero eternamente

estar em tua companhia……


por entre os dedos vaga a fumaça

desaparece pelo ar,some não deixa nada além deste pigarro

transformação bruta,

tabaco vira pó.

as horas vão ,,consomem

dormir nem pensar

o corpo fadigado ,,cérebro cançado

mas os olhos ascessos feito brasa ,,,deste cigarro que queima

detalhes brotam nos canteiros cultivados da memória

lembranças vivas feito feridas abertas ,,a latejar

detalhes que brotam vários vem ,,,neste instante,,,e se vão

feito a fumaça que se vai,,,vai ao vento

o que resta então

apenas cinzas,uma cinza de um corpo cançado,feito as rugas do rosto

que contam as história de um ser

cinzas que não se acabam,fruto de uma transformação natural

um matéria que não se cança e não se vai,,

feito a minha evolução no meio desta solidão,,noturna,,calada

ao mesmo deturpada pelos sons da mente,

que queima,,,muito esta mente, até a ultima tragada e transforma-se em cinzas tambem

parte some ao vento

o grosso fica,,,vira pedra,,,

..

Se hoje estou aqui cheguei com sorte,tive ao longo muitos cortes,não sei como sobrevivi,,passei longo tempo sem escrever a ti,,hoje tento humildemente pedir que me aceites devolta a sua casa,,ha ,,,meu pai,,,por que tantas travessuras,por que não me deste um sinal pra não ter errado tanto,,,mas somos sempre tão metidos não é,,caminhei por alguns espinhos,,algumas vezes até sorri,,,mas hoje sei não foram sorrisos verdadeiros,,,não foram coisas da alma,,lembro quando criança ainda,,,caramba,,tanta vida,,,se fazia algo errado logo me ajoelhava e lhe pedia perdão,,,mas o tempo passou,,,não queria ter crescido assim,,,hoje quantas vezes me ajoelho,,,só se for pra amarrar os sapatos e nem de joelho é,,,,se fossem por ti sei ,teria sido bem melhor,,,mas talvez algumas pessoas só aprendem por meio de dor,,,senão que lição teria?,,,,mas espero não ter sido tarde,,,espero não ter voltado pra casa tarde,,,,provavelmente  enquanto  o homem tiver em si arrependimento há tempo,,,depois torna-se uma casa vazia,,,,uma casa vazia,,,,