LOS PENETRADOS

los-penetrados

O show é chamado Los Penetrados .  Casais são geometricamente colocados em composições de até 110 organismos com duas cores. A Atos recurso a diversas combinações possíveis de penetrator / penetrou: homem branco, mulher branca, homem branco, homem branco, branco homem-mulher negra, homem branco, negro, negro, mulher negra, homem negro-negro, negro -mulher branca, homem negro, homem branco.
“A paranóia tradicional de pessoas brancas para negros ou dos europeus para com os africanos é ligada a uma forte fobia. Nós pensamos que mais cedo ou mais tarde, teremos de pagar para o nosso passado e presentes gananciosos lucravam. Mas esse branco paranóico também está relacionada ao tamanho do pinto ou ao receio de uma sexualidade que demeans nós. Nosso feminino e masculino poderia cair no amor com ele e que nos assusta mais do que a perspectiva de perder nossos empregos , somente o seu patrão pode ter trabalho longe de nós. As reflexões políticas e as ações que resultam de eles serem mais primitivo do que é normalmente pensamento. Comportamentos de identidade racial são muito animal, porque são animais. ” afirma Serra, integrante do espetáculo.

O PROCESSO DA GRIPE

gripeA gripe é talzez uma espécie de apelo que alguma região do corpo cria pra ficar dengoso e carente.  Quando estou com gripe , tudo muda, não sei pra você como funciona, mas não consigo entender porque quando nesta situação deliro tanto. Quase cometi uma besteira hoje, comecei observar um cliente, percebi que lá no fundinho ele entrara aqui só pra apurinhar, tipo, não tenho nada o que fazer vou encher o saco de alguém. A dor de cabeça, dor nos ossos, nariz trancado creio que alguma região no cérebro foi precionada, pois normalmente tolero este tipo de coisa na boa. Antes de terminar com o indivíduo percebi que estava entrando numa área fantasiosa, fora dos limites normais, tive que recuar. Fui pra casa, bom no lar os familiares logo irão notar a sua diferença. Mentira, tudo que precisava era um cafuné, uma canjinha, ou um chá, como naqueles comerciais, onde o cara é tratado como um bebê, mas novamente o mundo real é bem diferente. Girei de um lado, do outro, logo, escrevi em uma folha A4 e colei na testa, “estou doente, porra, será que alguem pode me dar carinho”. Foi estranho, pois ouvi apenas um – é ruim né? E os remédios, outros enganadores cretinos, nenhum faz milagre, segue um processo, até ai tem processo, tudo na vida é um processo de um outro processo, de algumas cópias que devem ser entregues para o próximo processo, ha , lembrei, de um seminário chato pra porra que assisti, não tinha outra distração a não ser contar o numero de processos que um dos palestrantes sem parar disparava, em 32 minunos contei 48 vezes a repetição da palavra processo, parece mentira, mas dá muito mais do que um por minuto.  No final o processo mais mentiroso foi o realizado pela minha pessoas toda armada de mascara, elogiando sua apresentação, pode um trem desses, acho que o processo da minha gripe está na metade, comecei a delirar, deve ser alguma febre, a foda-se, daqui uns tres dias estou melhor, é o processo…o verme chega

teus olhos borrados.

olhei teus olhos, aquela pintura delineando os cantos, o rosado do rosto, duas ou tres espinhas no pescoço, tirando enigmas e meus segredos mais intimos, continuei a fitar, sem palavras  questionei a mente, como posso te amar tanto, e ainda assim, jamais dizer. Nunca irá saber de tudo que planejei pra você, pra nós, jamais receberá minhas palavras e sentimentos, por motivos ainda desconhecido, jamais lhe contarei. As vezes , tenho medo de que saibas, e esteja apenas esperando iniciar. Do contrário penso que nada imagina a não ser ficar simplesmente do meu lado, mas deixe o tempo…